Golpistas usam nome da Anatel para ‘tomar’ clientes de operadora

Recebeu uma chamada da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) sugerindo a troca de sua operadora de telecomunicações? Cuidado, é um… [ ]

13 de dezembro de 2023

digital credit card transaction concept background

Recebeu uma chamada da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) sugerindo a troca de sua operadora de telecomunicações? Cuidado, é um golpe.

A Anatel emitiu um alerta através de um comunicado de imprensa, motivado por uma postagem viral no X (antigo Twitter). Jeferson Menezes relatou em uma sequência de postagens no X sobre problemas com sua internet da Oi.

Após contatar a Oi e realizar testes sem solução, ele começou a receber ligações com uma gravação questionando se o problema persistia e logo depois oferecendo um “suporte”. Inicialmente, foi sugerido que ele mudasse seu plano de internet na Oi. Posteriormente, recebeu ligações de alguém alegando ser da Anatel e incentivando a mudança para a Claro.

A Anatel esclareceu que “não faz contatos com consumidores para sugerir ou exigir a troca de operadoras de serviço”. Além disso, confirmou que o caso está sendo analisado e que já notificou as empresas envolvidas.

Em uma seção de seu site sobre prevenção de fraudes, a Anatel informa que raramente faz chamadas para clientes. Para contatar a agência, os consumidores devem utilizar os canais oficiais como o telefone 1331, o serviço online de atendimento para registro de queixas (www.gov.br/anatel/pt-br/consumidor/quer-reclamar/reclamacao) ou presencialmente nas unidades nos estados.

Forma de “tomar” clientes das concorrentes

Jeferson suspeita que existe um esquema entre funcionários de operadoras. Ele sugere que pessoas de dentro da Oi vendem para representantes de outras operadoras (no caso, a Claro) dados de clientes com problema de conexão.

Com a informação de clientes insatisfeitos em mãos, eles poderiam abordar essas pessoas por telefone e convencê-las a trocar de operadora.

Não há nenhum problema em trocar de plano. A questão principal é essa suposta troca de dados sem consentimento do cliente e o incômodo — no fio, Jeferson chegou a dizer que recebeu insistentes chamadas desses supostos representantes da Claro.

Contatada, a Oi diz que está apurando o que ocorreu e que tem compromisso de respeitar a privacidade e os dados pessoais de seus clientes. A companhia diz ainda que denúncias de qualquer natureza podem ser direcionadas pelo site https://canalconfidencial.com.br/oi/. Já a Claro ainda não se manifestou. O espaço segue aberto.

No fim de setembro, a Oi precisou postar em sua página que usuários não perderiam conexão à internet em função de uma suposta “falência”. Na época, golpistas entravam em contato com clientes da operadora, informando o possível fim da companhia e sugerindo um novo pacote.

Nesse caso, em específico, os golpistas exploravam o fato de a Oi Móvel (telefonia móvel) ter entrado em recuperação inicial, após ter sido vendida para TIM, Claro e Vivo. A operação não inclui o serviço de internet fixa da Oi em fibra óptica.

O que a Anatel recomenda

Dicas para não se dar mal. Em caso de dúvidas sobre oferta, a Anatel tem uma página com dicas contra fraudes e golpes.

De olho no número. Fique atento para possíveis golpes, especialmente quando as ligações para oferta de produtos ou serviços não utilizarem o prefixo 0303 (números iniciais oficiais de empresas que fazem ofertas de telemarketing)

Contato com meios oficiais de contato. Agência conta com diversos canais de atendimento: o app Anatel Consumidor, o site gov.br/anatel/consumidor ou por meio do telefone 1331.

 

VIA: jornal pequeno

0 Comentários

Deixe o seu comentário!